Balão Gástrico

Balão Gástrico: Muitas pessoas tentam emagrecer, sem sucesso, de várias maneiras, seja com dietas, exercícios ou cirurgias. Mas agora existe um novo procedimento simples e eficaz para quem precisa perder peso: o balão gástrico de silicone que, inserido no estômago do paciente, ajuda a reduzir a vontade de comer.

Balão Gástrico

Balão Gástrico

Como funciona?

O balão gástrico é feito com uma membrana esférica de silicone e inserido no estômago via endoscopia, ocupando cerca de 40% do órgão. O procedimento endoscópico é realizado com sedação utilizando medicação administrada pela veia, para que o paciente adormeça e não sinta dores ou desconfortos.

Assim, por conta da redução do volume disponível no estômago, o indivíduo sente menos vontade e necessidade de comer, o que favorece a perda de peso.

O paciente fica com o balão gástrico de 4 a 6 meses e pode emagrecer de 8 a 25 kg, dependendo do metabolismo e do comprometimento com o tratamento.

“Após o procedimento, é essencial acompanhar todos os conselhos e as orientações da equipe médica, principalmente no que tange aos aspectos nutricionais dos primeiros dias, para que não ocorram náuseas e vômitos”, destaca o gastroenterologista Alexandre Buzaid Neto.

O médico ressalta ainda que não existe milagre para emagrecer, é preciso investir também na mudança dos hábitos alimentares.

Onde procurar?

A técnica do balão gástrico já é difundida no mundo há algum tempo. Porém, esse novo balão de silicone foi desenvolvido para ser usado em consultório, sem internação hospitalar.

“Os interessados devem procurar os grandes centros de referência em cirurgia bariátrica, onde é possível encontrar grupos especializados no uso do balão gástrico” aconselha o especialista.

O balão de silicone custa cerca de R$3,5 mil. Já o tratamento, incluindo colocação, retirada e consultas ao longo dos 6 meses, fica em torno de R$5 mil, totalizando R$8,5 mil para todo o procedimento.

Segundo Buzaid Neto, quase todas as pessoas podem ser submetidas a esse tipo de tratamento. Porém, apenas um médico especializado pode avaliar se o paciente está apto ao procedimento.

Como é colocado?

O balão de silicone, ainda vazio, é inserido pela boca do paciente via endoscopia. Quando atinge o estômago, é preenchido com cerca de 500 a 750 ml de uma solução salina, ocupando certo volume do órgão. Ao ser removido o tubo de enchimento, a válvula do balão é automaticamente lacrada. Após os meses de tratamento, o balão é esvaziado completamente e retirado através de endoscopia.

“O balão endoscópico é uma ferramenta para pessoas que assumem o compromisso durante 6 meses com seu futuro, seu estilo de vida e saúde”, destaca o gastroenterologista.

A técnica ainda não é oferecida pelo SUS.

Contraindicações

  • Hérnia
  • Cirurgia gástrica
  • Lesão potencialmente hemorrágica no trato gastrointestinal superior
  • Distúrbio de coagulação
  • Gravidez
  • Alcoolismo
  • Drogas
  • Qualquer contraindicação contra a endoscopia

Vantagens

  • Altamente seguro
  • Internação médica de apenas de 12 horas
  • Procedimento clínico ou seja sem cirurgia e cortes.
  • Não é preciso fazer especificamente no hospital, pode ser realizado em ambiente ambulatorial.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *