Foliculite

A foliculite nada mais é do que a inflamação dos folículos pilosos (também chamados de folículos capilares) da nossa pele. Infelizmente, a foliculite é um problema de pele muito chato e que afeta muitas pessoas. Algumas não conseguem se livrar do problema, que acaba por vezes se tornando bastante complicado. Hoje, vamos entender nesses artigo como surge a foliculite, quais suas causas e o que podemos fazer para tratá-la e preveni-la. Aproveite!

Os folículos pilosos são estruturas que iniciam lá na derme (a camada mais interna da pele). A derme é geralmente uma estrutura livre de bactérias e outros microorganismos, que ficam bloqueados pela camada superficial de defesa da nossa pele (a epiderme).

Porém, quando acontece alguma agressão ao folículo, por menor que seja, a barreira superficial da pele, de proteção, é quebrada e microorganismos acabam entrando, causando infecção e inflamação nos folículos pilosos. Esta é a foliculite.

Causas da Foliculite

FoliculiteA foliculite é causada por infecções a partir de bactérias ou fungos, que geralmente estão presentes na superfície da pele em grande quantidade. O principal causador da Foliculite é a bactéria Staphylococcus aureus, que está presente na pele de toda a população, em grande quantidade.

Outros microorganismos também podem causar foliculite, como bactéiras do gênero Pseudomonas e fungos do gênero Malassezia, também conhecidos como Pityrosporum.

A foliculite só inicia quando há agressão do folículo, predispondo à penetração dos microorganismos na camada mais profunda da pele, onde o folículo nasce. Esses danos incluem lesões causadas por aparelhos e lâminas de barbear, roupas apertada e tecidos que irritam a pele, transpiração em excesso, doenças inflamatórias da pele (como acne e dermatite) e quaisquer outras formas de causar dano à nossa pele e aos folículos.

Além da agressão ao folículo, o banho em águas quentes de piscinas ou banheiras também predispõe à foliculite, especialmente pelas bactérias Pseudomonas. A situação é pior quando usamos roupas apertadas como aquelas de mergulho ou ainda sungas. Esse tipo especial de foliculite surge principalmente quando entramos em contato com a bactéria por mais de 8 horas ou 5 dias na pele. Alterações de pH e do cloro dessas águas também predispõe ao problema.

Sintomas da Foliculite

O principal sintoma da Foliculite é a formação de bolhas avermelhadas parecidas com acne, que se formam em cima dos folículos capilares afetados. Essas bolhas avermelhadas podem evoluir e formarem pústulas, que são bolsas inflamadas com pus dentro.

A pele em volta dessas bolhas costuma estar avermelhada e irritada e pode haver coceira ou sensibilidade aumentada.

Esses são os sintomas de uma foliculite que chamamos de simples. A foliculite profunda é uma forma um pouco mais avançada do problema, em que há a formação de bolhas maiores e com maior quantidade de pus, juntamente com dor na região. Após o fim da infecção, cicatrizes podem se formar na pele. Esses sintomas surgem em quem tem predisposição ao problema (por conta de vários fatores) e especialmente em homens adultos jovens, que começaram a se barbear a pouco tempo.

Tratamento da Foliculite

O tratamento da Foliculite depende muito do microorganismo causador do problema e também da intensidade da inflamação e da infecção.

Duas substâncias que auxiliam no tratamento, principalmente dos casos mais brandos, são o Peróxido de Benzoíla e a Clorexidina. Ambas as substâncias são anti-sépticas e têm ação antibacteriana, sendo usadas no tratamento não só  da foliculite, como também de problemas de pele como a Acne. Esses tratamentos podem ser feitos inclusive em  casa, pois os produtos não requerem prescrição médica.

Em casos onde e esses medicamentos não funcionem como o esperado, um médico (de preferência Dermatologista) deverá ser consultado. Foliculites causadas por bactérias como o Estafilococo são tratadas pelos médicos com o uso de antibióticos que podem ser receitados de várias formas e tipos, por diferentes períodos de tempo. Podemos usar também antifúngicos quando os antibióticos não funcionam, suspeitando então de uma infecção por fungos.

Prevenção da Foliculite

Se você já teve problemas com a Foliculite e ela surge com frequência, a melhor coisa a se fazer é preveni-la da melhor forma possível, com alguns cuidados simples que podemos ter em casa.

Em relação ao uso de lâminas de barbear, tanto para homens como para mulheres, é importante trocar as lâminas com maior frequência para evitar agressões em excesso à pele e também a contaminação das lâminas. Evite barbear de forma brusca e faça o processo sempre com cuidado, de preferência no sentido dos pelos.

Mantenha a sua pele sempre muito bem hidratada e higienizada. Por último, procure evitar banhos em banheiras ou piscinas má higienizadas, especialmente se você percebeu o surgimento de foliculite após esse tipo de exposição anteriormente.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *