Capa / Dicas de beleza / O que fazer para acabar com as espinhas

O que fazer para acabar com as espinhas

As espinhas são um mal que afeta milhares de jovens tanto no Brasil como nos outros países do mundo. Especialmente na puberdade, as bolotas vermelhas acabam incomodando na hora dos relacionamentos (especialmente em jovens já propensos a serem tímidos), causam dor, diminuem a auto-estima e até podem facilitar o suicídio, segundo estudo com jovens noruegueses. Pra você que quer saber o que fazer para acabar com as espinhas de vez, por isso preparei esse artigo com as principais dicas que você encontra por aí e na consulta com um dermatologista.

As espinhas podem ser geradas por vários problemas. Especialmente na adolescência, as glândulas sebáceas produzem excesso de sebo pela ação de hormônios andrógenos (como a testosterona). Esse sebo contém grande quantidade de lipídios (principalmente triglicerídeos e ácidos graxos livres), que acabam obstruindo os poros e folículos pilosos do rosto, gerando as espinhas.

Além disso, diversas bactérias ficam em contato com nosso rosto diariamente, e estas degradam os triglicerídeos liberados pelas glândulas sebáceas, transformando-os em mais ácidos graxos livres. Aí a brincadeira tá feita, piorando as chatas espinhas.

O que fazer para acabar com as espinhas

O primeiro passo é prevenir

Antes de tudo, se você procura o que fazer para acabar com as espinhas, deve pensar primeiro na prevenção das novas espinhas e acnes. Por mais que você já tenha uma quantidade de espinhas a ponto de se tornar um incômodo, evitar mais delas é o primeiro passo para melhorar sua pele.

1. Sempre antes de dormir, pela manhã e ao longo do dia lave seu rosto, principalmente nos cantos do nariz, entre o queixo e o lábio inferior e na testa. Utilize um sabonete comum ou, se seu problema for maior do que o normal, compre algum sabonete específico para acnes. Boas opções são os que contêm ácido salicílico e/ou enxofre em sua composição. Você pode usar desde sabonetes mais baratos, como Clean and Clear, Neutrogene e Protex, até outros mais caros como o conhecido Asepxia. O melhor a se fazer é testar e ver com qual sua pele se sai melhor (começando pelos baratões, é claro!).

2. Além de lavar seu rosto à noite, use uma pasta de dente simples e aplique uma pequena quantidade sobre cada espinha. A composição da pasta de dente parece aliviar as espinhas e contribuir para que elas sequem mais rapidamente. Deixe meia hora agindo e depois vá dormir. Porém, use uma pasta simples, evitando aquelas com agentes branqueadores, que podem sacanear seu rosto.

3. A oleosidade é uma das principais vilãs da pele, obstruindo os poros e causando a inflamação que dá origem às espinhas. Por isso, evite passar sua mão demais no rosto, pois a não ser que ela tenha acabado de ser lavada, irá passar sua oleosidade para seu rosto e gerar obstrução de alguns poros. Isso pode não fazer muita diferença para quem tem poucas espinhas, mas para os que sofrem com casos mais graves de acnes, pode ajudar muito.

4. Evite o uso excessivo de maquiagem. Ela faz com que sua pele deixe de respirar adequadamente e ainda por cima obstrui seus poros. Procure usar maquiagem pesada só quando realmente necessário.

5. Tenha uma alimentação saudável! Tome muita água por dia (2 litros ou mais, principalmente nesse verão que o calor tá de matar). Além disso, capriche nas frutas e vegetais. Tudo isso vai fazer com que o seu corpo fique balanceado, normalizando a produção das glândulas sebáceas, além de melhorar o seu corpo como um todo. E quanto menos você comer alimentos gordurosos, industrializados ou com excesso de açúcar, mais verá sua pele melhorar.

6. Sempre que puder, use algum tipo de spray antioxidante para balancear a produção de sebo do seu rosto e diminuir a proliferação de bactérias.

Xeque-mate nas espinhas já existentes

Agora que você já sabe como se prevenir para evitar o aparecimento de novas espinhas, vamos dar uma olhada em como acabar com as espinhas que já estão incomodando sua pele.

7. O uso de esfoliantes é ótimo para diminuir a quantidade de poros obstruídos, evitando a formação de novas espinhas e diminuindo as já existentes. Uma boa dica de remédio caseiro para isso é o uso de farinha de milho para a esfoliação.

8. Adstringentes e produtos com álcool também são ótimos para secar sua pele e carregar as espinhas junto, porém não deixe sua pele seca em excesso. Um creme hidratante é sempre necessário pra balancear sua pele, pois muitas espinhas grandes surgem nas áreas com baixa hidratação. Acabar com as espinhas não significa, portanto, que você deve ter uma pele mais seca do que um deserto.

Como “espremer” as espinhas do jeito certo

Quando você tem espinhas em excesso, sempre dá aquela vontade louca de sair espremendo tudo, por mais que sua pele fique arregaçada depois, não é mesmo? Muitos dizem que não se pode espremer as espinhas de jeito nenhum, mas se você tomar os cuidados necessários, pode sair de uma espremeção melhor do que uma laranja de suco, toda furada.

Antes de tudo, lave suas mãos muito bem. Muito bem mesmo! Isso evita que bactérias e oleosidade entrem em contato com seu rosto. Depois, coloque água fervendo em uma bacia e pegue uma toalha. Coloque seu rosto perto da água e “se feche” com a toalha, para que o vapor vá diretamente para seu rosto. Isso vai abrir seus poros, facilitando a retirada de alguns cravos e espinhas.

Depois disso, com as mão bem limpas e unhas cortadas, tente retirar os acnes mais superficiais e fáceis de serem removidos. Você também pode usar algum material mais pontudo, esterilizado, para retirá-los. Porém, se um acne não quer sair nas primeiras tentativas, deixe-o em paz! É aqui que a maioria das pessoas que sofrem com espinhas pecam, tentando tirá-las de qualquer jeito, o que só piora a pele e causa aquelas crateras que vão te acompanhar por muitos anos.

Essas foram as dicas do Gororoba para que você consiga evitar e se livrar dessa chatice que são as espinhas. Se você seguir todas essas dicas de o que fazer para acabar com as espinhas, verá que a saúde da sua pele vai melhorar muito e, como deve ter percebido, não “receitamos” nenhum tipo de fármaco que você precise usar. Aconselhamos também sempre a procura de um (bom) dermatologista tanto em casos extremos como nos simples.

Sobre Marina Canfield

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top